Golpe conhecido como ransomware é destaque no Fantástico

O golpe conhecido como vírus de resgate ou ransomware, já movimentou mais de 70 milhões de reais no mundo todo e chegou ao Brasil atacando farmácias de pequenas cidades, lojas de móveis e também prefeituras, qualquer pessoa, comércio ou organização está sujeito ao golpe. O método de ataque é um dos mais ameaçadores do ano de 2015, já foram realizadas mais de duas milhões de tentativas de furto.

O FBI estima que mais de 70 milhões foram pagos para o resgate de dados no mundo todo e que, em média, são realizados 300 ataques por dia. Um dos hackers mal intencionados que mais realiza esse tipo de ataque é um brasileiro.

Na maioria dos casos, as vítimas não conseguiram recuperar os dados sem pagar ao cracker. Isso é, ou pagam ou ficam sem os dados. Esse foi o caso da fábrica de móveis hackeada, que tiveram o banco de dados, de estoque, pedidos e todas as informações da empresa sequestradas. Não conseguiram recuperar os dados e tiveram que voltar as operações aos poucos, mas os prejuízos foram grandes e acabaram gerando tanto a perda de dinheiro quanto de clientes, e o pior de tudo a perda de credibilidade.

No caso da farmácia retratada na reportagem, os dados foram recuperados graças a um backup realizado alguns dias antes, caso contrário teriam que registrar mais de 2 mil produtos no sistema.

Outro caso também, é o de uma Prefeitura que teve seu sistema hackeado, todas as informações do governo, dos cidadãos, financeiros, entre outros foram bloqueados pelo hacker mal intencionado. Ficaram alguns dias sem as informações e para que não houvessem mais danos, decidiram realizar o pagamento para recuperar seus dados.

Mas o que o golpe faz?

Através de download de arquivos, o hacker mal intencionado assume o controle de computadores, tablets, celulares e bloqueia todo o banco de dados, a ação também pode ser chamada de sequestro do banco de dados. Realiza o bloqueio através de um código sofisticado que só é liberado para a vítima a partir de um pagamento. Esse pagamento  é feito com as moedas virtuais denominadas como bitcoins, que não podem ser rastreadas.

Como dono de loja virtual isso pode me afetar?

Sim, e muito! O estoque da sua loja, dados financeiros, todo tipo de informação da loja e também os dados dos clientes ficam armazenados no seu servidor, portanto, a partir do momento que o cliente insere os dados na loja virtual é de sua responsabilidade. Com isso, você deve preservar esses dados e deixá-los expostos para pessoas mal intencionadas fazerem o que bem entenderem pode prejudicar seu negócio.

O que posso fazer pra me preservar?

Algumas dicas são básicas e muito importantes para que você não perca sua credibilidade e não corra riscos.

  • Faça backup no servidor diariamente
  • Mantenha o antivírus atualizado
  • Cuidado com downloads em e-mails
  • Não entre em sites suspeitos
  • Não insira seus dados em sites que não tenham selo de segurança

É importante lembrar que o ataque também pode acontecer em celulares e tablets, por meio de download ou atualizações de aplicativos.

Fique atento a qualquer tipo de download e mantenha seu site livre de possíveis invasões e ameaças por meio da segurança online que a Site Blindado fornece, qualquer dúvida, entre em contato com nosso time pelo e-mail comercial@siteblindado.com.br

Assista aqui a reportagem completa e entenda melhor os casos citados acima http://g1.globo.com/fantastico/noticia/2015/10/hackers-invadem-computadores-e-celulares-e-sequestram-dados.html

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s