Motivos pelos quais o conceito MVP mudou a gestão nas empresas

aaa

A sigla MVP vem do inglês, Minimum Viable Product, que em português quer dizer algo similar a “Produto Minimamente Viável”. O conceito pode ser um substituto ao velho Plano de Negócios traçado pelas empresas. Quer dizer, ao menos de uma parte dele.

O conceito de MVP é a forma que as startups encontraram para lançar alguma novidade e, ao mesmo tempo, sem fechá-las demais, de forma que podem testar algumas funcionalidades e implementá-las com o produto, software ou app já em funcionamento.

Se você pretende montar um e-commerce, por exemplo, é como se montasse a estrutura básica do negócio com produtos que deseja vender – como o público que pretende atingir, valor venal, custos e lucros – e assim montasse seu site. Essa loja virtual já cuidaria das partes básicas: um design clean e funcional, recursos de exposição e compra, e claro, segurança.

Tudo que é essencial para o negócio entra na lista, mas por outro lado, o negócio não tem um planejamento “excessivamente fechado” pelo MVP. Desta forma, o design pode ser alterado se o gestor sentir que uma outra cor pode funcionar melhor, um botão converte mais em outra posição da página, ou mesmo os produtos, acabam atingindo um público diferente do imaginado, mas que vale muito a pena atingir.

O MVP é extremamente útil para as empresas porque é bem maleável: ele lembra que o negócio deve ter sim uma estrutura mínima para que seja viável. Mas, ele também consegue entender que o negócio sofre inúmeras mudanças impulsionadas pelo mercado e que é preciso aprender com elas, entender as necessidades do público, como ele interage com os produtos, e redirecionar estratégias sempre que for preciso.

No caso de um e-commerce, como no exemplo, podemos pensar que um bom MVP envolveria:

Noções gerais do mercado – como é o mercado para esse serviço, quem são os principais concorrentes, quais nichos estão saturados ou que podem ser explorados, como é possível se diferenciar dos concorrentes;

Noções da relação produto x público – o que o público espera desse produto, ele tem interesse em adquirir algo assim, como o produto pode ser adaptado para oferecer algo diferente do que há hoje no mercado e outras questões a serem pesadas;

Segurança dos dados de clientes – criptografia das informações (SSL) é um item básico para que as informações de seus clientes não sejam hackeadas. Outro fator é que a falta de segurança pode ser uma barreira para alguns clientes comprarem com você – por isso deve ser pensada já na etapa do MVP;

Pagamento integrado ao site – formas de pagamento já integradas ao site são bem melhores que fornecer dados para depósito: elas passam mais profissionalismo e garantem maior segurança para ambos, empresa e clientes;

Gestão da logística e transporte – definir qual será o estoque inicial, como será o controle das informações. Fora isso, se a loja atuar com vendas em outras plataformas, adotar algum software que centralize a gestão de estoque, logística e transporte das mercadorias;

Alguns itens que poderiam ser testados com a loja no ar:

Design do site – aprimorar detalhes de templates é algo que pode ser ajustado conforme o site já for para o ar. O feedback do público ajuda a entender como o design pode se comunicar melhor com ele;

Disposição das categorias e subcategorias – a organização das categorias pode ser adaptada conforme novos produtos surgirem, outros saírem de linha ou apenas porque o gestor entendeu que a mudança seria benéfica para o negócio;

Disposição dos produtos – quantos produtos aparecem por página por padrão e em cada linha. A forma de apresentar os produtos também pode ser reajustada conforme o que funcionar melhor para o público;

Posição de botões de conversões – testar posição dos botões de conversão é bem útil para entender como o e-commerce poderia converter mais negócios. Um simples ajuste pode alavancar ou diminuir as vendas e conhecer as áreas estratégicas faz toda a diferença, o que fica mais visível, claro, com o MVP já rodando;

Destaques na home do site – quais produtos são mais atraentes na home do site e engajam melhor o público. Interesses podem ser modificados com o tempo e é sempre bom que o site esteja atualizado para acompanhar essas mudanças;

Novos nichos de mercado – muitos clientes perguntando por um produto que você não oferece pode sinalizar um nicho a ser explorado. Entender o comportamento do mercado, e os produtos que têm maior saída abre caminhos para se compreender melhor os potenciais do negócio;

Textos e descrições de produtos – testar a escrita do título, descrições e fontes usadas pode aprimorar resultados e envolver mais o cliente. Palavras-chave também ajudam que o produto seja encontrado com mais facilidade na busca e acompanhar os termos frequentes ajuda a melhorar textos internos e torná-los uma fonte de novos cliques;

Imagens dos produtos – as imagens de produtos podem ser melhoradas sempre. O ideal é que o upload já seja em boa qualidade, mas é possível testar perspectivas diferentes, fundo branco ou uso de modelos e entender qual estilo é mais interessante para o e-commerce. Com o MVP dá para melhorar bastante as fotos iniciais e dar mais funcionalidade às imagens;

Estratégias de preço e promoções – compreender o mercado ajuda o lojista a entender como precificar seus produtos e criar promoções. Com o tempo ele pode até mesmo automatizar a precificação com base em seus concorrentes, o que só é possível quando o MVP já estiver ativo e não com as limitações de percepção que restringiriam um tradicional Plano de Negócio;

Dá para ir bem além disso, claro, mas o básico é entender o que é o MVP e porque ele pode ser tão importante para as empresas entrarem no mercado, mas sabendo quando (e que é preciso) reajustar as velas para obter mais do próprio negócio.

 

Saiba como a Site Blindado pode te ajudar!

 

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s