Como funcionam os marketplaces?

Como funcionam os marketplaces

Os marketplaces são o assunto do momento para todos aqueles que vendem produtos online ou que desejam criar um novo canal para comercializar os seus produtos. Para quem desconhece o termo, marketplaces são lojas virtuais que agrupam outras lojas virtuais, os chamados sellers.

Quer dizer, é como se produtores ou vendedores menores tivessem a chance de expor tudo o que vendem em uma grande rede de lojas e ser visto por um grupo enorme de consumidores que frequentam aquela rede.

Os marketplaces são, afinal, formados por um conjunto de e-commerces, onde todos acabam ganhando:

  • O marketplace, pois irá receber uma comissão por cada venda promovida dentro dele;
  • O cliente, que irá encontrar uma grande variedade de produtos, fornecido por lojistas de departamentos distintos, e que poderá pagar toda a compra em uma única nota;
  • O seller (principal beneficiado) uma vez que ele receberá muito mais pedidos por conta da exposição e só irá pagar comissão daquilo que efetivamente já vendeu, ou seja, só paga quando tem certeza do retorno.

Em linhas gerais, podemos explicar que os marketplaces funcionam desta forma, criando um círculo virtuoso que beneficia a todos os envolvidos. Agora do ponto de vista do seller talvez seja relevante nos aprofundarmos melhor em cada etapa do processo.

Integração

O seller pode entrar no marketplace, geralmente, por três vias: utilizando um integrador ou com um ERP que já possua a API do canal, e ainda por meio da própria plataforma. Em geral, lojas maiores costumam optar por fazer o processo via integrador, pois esse tende a ser um processo mais ágil. Outro ponto comum em lojas maiores é estar presente em mais de um marketplace, o que é possível e até desejável, só vale cuidar da gestão e centralizá-la sempre que possível.

Logística e gestão de estoque

O seller poderá manter um único estoque e será responsável pelo despache do produto e entrega. Assim que o pedido for computado ele pode dar andamento a esses processos e, se estiver em mais de um espaço, poderá gerenciar tudo em ferramentas apropriadas para a gestão de múltiplos marketplaces. O ponto de atenção, caso esteja em vários espaços, é cuidar para que o estoque seja zerado com segurança.  

Atendimento ao cliente

Alguns marketplaces, como os da B2W, por exemplo, fornecem toda a estrutura de suas lojas para que o revendedor possa atender o cliente. Sendo assim, alguém que revende um produto no Submarino poderia redirecionar o investimento que dedicaria para criar uma grande equipe de atendimento, uma vez que os próprios atendentes do Submarino iriam dar suporte aos clientes e só contatar o seller, caso fosse estritamente necessário. Com isso, é possível ampliar vendas e o número de consumidores sem comprometer o atendimento e ter que investir em uma estrutura própria para isso.

Buybox

A buybox é, de certa forma, para o marketplace, algo como a primeira página do Google. Um seller que está ali tem mais chances de vender porque está muito bem posicionado e “piscando na tela” do internauta. No entanto, para estar lá ele precisará se destacar dos concorrentes com pontos como uma boa média de avaliação do cliente, bons prazos de entrega e valores de frete, além de preços atraentes e, em alguns casos, um tempo de uso do marketplace superior aos concorrentes. Tradição e confiança, proximidade, relevância e competitividade podem elevar a posição do seller e colocá-lo na buybox. O pequeno pode desbancar o grande por, entre outros fatores, conseguir um frete mais em conta, pois está próximo ao cliente ou por conseguir um preço melhor, pois tem contato direto com o fornecedor ou usa boas estratégias de precificação.

Agora que você entendeu como funcionam os marketplaces, não deixe de se atentar a estes dois fatores importantes antes de entrar em um: relevância e segurança. O primeiro é que o player deve ser conhecido e respeitado por muita gente, pois isso irá garantir um número alto de clientes que já confiam naquele espaço. O segundo ponto é que o site deve ser seguro, com investimentos sólidos em SSL e Blindagem de Sites que melhorem a proteção do usuário e não impeçam a compra por pessoas mais criteriosas e zelosas de seus dados pessoais e informações bancárias.

Com atenção a isso, você pode adotar o marketplace sem medo, pois os resultados em vendas são realmente promissores!

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s