Como identificar e-mails falsos

como-identificar-e-mails-falsos

Por mais conectados que todos nós já estejamos, é sempre importante tomar alguns cuidados com a segurança na internet. Pessoas mal-intencionadas podem explorar suas vítimas de diversas formas e o e-mail é mais um lugar que requer atenção do usuário para que ele não acabe vítima de uma fraude.

O que e-mails falsos costumam ter?

Dois dos “ingredientes” mais comuns em e-mails falsos são:

Anexos e links suspeitos

Existem e-mails que querem apenas enganar o usuário sobre um conteúdo, os chamados “hoaxes” ou boatos de internet. Apesar disso, há e-mails que têm objetivos associados ao roubo de informações pessoais e bancárias do usuário.

Este tipo de e-mail precisa criar um canal de conexão com o computador do usuário para “pescar” as informações que necessita por meio de um vírus ou malware. Por isso, eles costumam possuir algum anexo ou link e incentivar que o usuário clique no endereço ou baixe e execute um arquivo anexado.

Antes de clicar, vale notar para onde o link direciona: se é para o site oficial da empresa ou algum que até use seu nome, mas não é exatamente como o original. Na dúvida, prefira entrar no site oficial da empresa de forma direta (pelo navegador e não clicando no link) e contatá-la pelos canais oficiais perguntando sobre a origem do e-mail. Se a mensagem vier de um amigo, mas for suspeita, também vale confirmar o envio com ele.

Boleto de pagamento, nome sujo e prêmios mirabolantes

Para uma fraude funcionar, frequentemente ela precisa que o usuário tome uma ação rápida: seja um clique, um download ou que faça um encaminhamento do e-mail para que outras pessoas também se contaminem.

Por isso, não é raro que essas mensagens falsas criem certa indignação, surpresa ou urgência nos usuários. Muitas mensagens podem usar o nome parecido ao de alguma instituição conhecida para ganhar a confiança do usuário e, ao mesmo tempo, pedir que ele pague um boleto atrasado, veja alguma notificação da Receita Federal ou Serasa e, no ímpeto de cuidar da sua reputação, o usuário pode acabar caindo num golpe.

Da mesma forma, tais mensagens podem apostar em grandes escândalos usando o nome de personagens famosos, vazamento de imagens confidenciais de celebridades ou em prêmios imperdíveis que o usuário teria recebido, sendo necessário baixar algum arquivo ou clicar num link para entender mais ou resgatar este benefício.

O que analisar?

Além dos aspectos citados acima, vale ficar atento a fatores como:

Qualidade do texto

Algo relativamente comum em e-mails falsos é um texto de má qualidade. Embora nem todas as fraudes tenham textos escritos errados, não é tão incomum que algumas mensagens venham com erros de português.

E-mail do remetente

Confira se o e-mail é exatamente como o oficial da pessoa ou empresa que aparentemente mandou a mensagem. Consulte sites oficiais, agendas e contatos salvos e confira cada letra e caractere depois da @ que precisam ser, necessariamente, idênticos ao original. Toda empresa tem sua estrutura de e-mail – aqui na Site Blindado, por exemplo, só enviamos e-mail com a terminologia: @siteblindado.com.br ou @siteblindado.com.

Solicitação da mensagem

Você pediu algum extrato completo do seu banco por e-mail? Se não, por que ele estaria mandando algo assim? Certamente pode não ser ele o verdadeiro remetente da mensagem. Se o seu nome está sujo ou o boleto de pagamento está atrasado vale analisar se a empresa ou órgão responsável realmente faria contato com você exclusivamente por e-mail.

Boletos de pagamento

Já baixou algum boleto, mas está em dúvida se deve pagá-lo? Procure localizar a razão social e CNPJ da empresa e se estas informações são idênticas às originais. Mas, se estiver em dúvida sobre a autenticidade vale, mesmo antes de baixar, entrar em contato com a empresa e checar se o e-mail é mesmo dela.

O que promete, o que entrega

O e-mail diz que há um boleto de pagamento anexo, mas o arquivo recebido veio no formato .exe, que é uma terminologia usada para aplicações executáveis. Faz sentido? Vale sempre questionar a relação entre o que é prometido e o que é entregue pela mensagem. E, mesmo que haja alguma coerência entre texto e mensagem, vale olhar se é assim mesmo que as coisas costumam funcionar e, se não, ligar o botão da desconfiança.

No mais, todas as ações que você tiver na web precisam ser questionadas, analisadas e tomadas de forma consciente.

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s