segurança digital

Segurança de site e e-commerce

Segurança digital: 3 dicas para proteger a sua loja virtual

4 abr , 2019  

As lojas virtuais que investem em segurança digital conseguem alavancar ainda mais suas margens de lucro com as vendas. Afinal, ...  Leia Mais

, ,

falhas de segurança

Segurança de site e e-commerce

Falhas de segurança: como identificar e evitar o problema?

2 abr , 2019  

As falhas de segurança no mundo digital têm se tornado um verdadeiro problema para muitas empresas. Isso acontece porque, nos ...  Leia Mais

comprar certificado ssl

Segurança de site e e-commerce

Para que serve e como comprar certificado SSL?

19 mar , 2019  

As compras e vendas no universo online têm se tornado uma prática cada vez mais comum no mundo inteiro. Sendo assim, nos dias ...  Leia Mais

, , ,

sistema antifraude

Segurança de site e e-commerce

Sistema antifraude: por que é importante contratar uma empresa especializada

21 fev , 2019  

Contratar uma empresa especializada em sistema antifraude é indispensável para qualquer e-commerce. Isso porque junto com o aumento ...  Leia Mais

, ,

Segurança do site: como evitar que seja invadido 1

Segurança de site e e-commerce

Segurança do site: como evitar que seja invadido

24 jan , 2019  

Pensar na segurança do site nos dias atuais se tornou essencial, não é mesmo? Se você tem uma loja virtual, então, a preocupação ...  Leia Mais

, , , ,

fraudes online

Segurança de site e e-commerce

Fraudes online: como evitar o problema e aumentar as vendas

17 jan , 2019  

Existem diversas estratégias que ajudam a alavancar as vendas de uma loja virtual, como pensar na logística, nos valores dos produtos e frete, investimentos em marketing, entre outros. Mas você já parou para pensar que a segurança também é importante? O cuidado com fraudes online é essencial para o sucesso do e-commerce e, consequentemente, aumento dos lucros.

Dicas para prevenir fraudes online no seu e-commerce

Confira abaixo 3 dicas para evitar golpes e se livrar de prejuízos!

Entre em contato com o cliente

Para garantir maior segurança na operação, sempre entre em contato com o cliente. Se o relato for de que ele mesmo realizou o pedido, explique que a ligação aconteceu porque o seu comportamento de compra fugiu do habitual, provocando um certo receio para aprová-lo.

Exija senhas fortes

É indispensável exigir que a senha tenha no mínimo seis caracteres, alternando o uso de números com símbolos. Dessa forma, quanto maior e mais complexa for a senha, mais difícil vai ser para os cibercriminosos invadirem o e-commerce.

Consulte o CPF cadastrado

Consultar a documentação e número do CPF do cliente é outra boa estratégia para evitar fraudes online. Assim, você confere se o nome do usuário que realizou a compra corresponde ao CPF cadastrado no site.
=&4=&

, , ,

site invadido

Segurança de site e e-commerce

Site invadido: 3 dicas sobre o que fazer para resolver o problema

15 jan , 2019  

Seu problema atual é estar com o site invadido? Então, isso precisa ser resolvido com urgência. Seus dados, provavelmente, foram ...  Leia Mais

,

e-commerce

Segurança de site e e-commerce

Como mostrar ao consumidor que seu e-commerce é de confiança?

10 jan , 2019  

Em um mundo digital cada vez mais concorrido e repleto de ameaças, garantir para os consumidores que você tem um e-commerce seguro é indispensável, afinal quanto melhor for a sua reputação, maiores chances você terá de conquistar novos clientes e realizar mais vendas.

Mas você já sabe o que deve fazer para aumentar a confiança dos clientes? Confira abaixo algumas dicas relevantes!

Ofereça conteúdos de qualidade

Um dos requisitos mais básicos e essenciais para que a sua loja se destaque entre os concorrentes e se torne referência na internet é oferecer conteúdo de qualidade.

Além de evitar ao máximo cometer erros gramaticais, que fazem com que a sua empresa perca credibilidade, priorize sempre manter os consumidores bem informados, fazendo boas descrições dos itens e trazendo dicas que agreguem quem estiver consumindo o conteúdo.

Outra boa alternativa é investir em um blog e também utilizar as redes sociais, que irão educar o consumidor e servirão para motivar o cliente a consultar o e-commerce mais vezes.

Disponibilize sua política de privacidade no e-commerce

Dentro do site, adicione uma página que explique sua política de privacidade, mostrando o que pode ser feito com os dados fornecidos pelos consumidores quando eles se cadastrarem ou fizerem login.

Outra maneira de passar confiança no e-commerce é explicar como funciona a sua política de trocas e devoluções. Assim, os usuários encontram mais rapidamente as informações que precisam, caso queiram devolver ou trocar algo com o qual não se identificaram.

Crie diferentes canais de atendimento

É fundamental oferecer mais de um canal de atendimento ao cliente para que ele se sinta seguro quando precisar se comunicar com a sua empresa. Dessa forma, invista em chat online, e-mail, telefone, SMS, WhatsApp, redes sociais, entre outros. Além disso, lembre-se sempre que a agilidade nas respostas também é essencial.
=&3=&

, , ,

fraude no e-commerce

Segurança de site e e-commerce

Fraude no e-commerce: quais são os tipos mais comuns?

8 jan , 2019  

Mesmo com o varejo online crescendo nas compras há anos, as chances de fraude no e-commerce ainda deixam os consumidores e lojistas receosos quanto à segurança na internet. Por conta disso, a atenção sempre deve ser redobrada quando se vai adquirir um produto de uma loja virtual.

3 fraudes no e-commerce que você deve conhecer

Com a intenção de te alertar quanto às vulnerabilidades online, nós reunimos neste artigo alguns dos tipos mais comuns em relação ao comércio eletrônico. Confira 3 delas!

1. Fraude efetiva

A fraude efetiva é a que acontece com mais frequência nas lojas virtuais. Ela é caracterizada pelo roubo de dados pessoais e de cartão de crédito para fazer a compra de algum produto na internet. Não é algo positivo para nenhum dos lados. Porém, quem geralmente perde nesse caso é o lojista.

Quando um consumidor tem os dados roubados e alguma compra é feita em seu nome, ele consegue verificar essa informação em sua fatura. Assim, ele alerta a administradora do cartão crédito, que faz a devolução do valor ao cliente. Por outro lado, como a entrega costuma ser rápida, o lojista, provavelmente, já enviou esse produto ao consumidor. Assim, acontece o chargeback, o lojista fica sem o produto e sem o dinheiro, e o lojista ainda corre o risco de perder o cliente.

2. Controle de conta

Esse tipo de fraude no e-commerce também é bastante comum, pois utiliza de phishing para enganar os consumidores. No phishing, pessoas mal-intencionadas utilizam o mesmo tipo de comunicação e identidade visual de uma loja virtual para fazer com que o cliente acredite ser o e-commerce original. Assim, quando os dados pessoais e financeiros são inseridos, eles são roubados.

Quando pessoas mal-intencionadas têm acesso a essas informações, conseguem ter acesso às contas bancárias, saldos, cartões de crédito, etc.

3. Password cracking

Para realizar uma compra online, é necessário fazer um cadastro na loja virtual com informações pessoais: nome, CPF, dados bancários, endereço, etc. Neste tipo de fraude no e-commerce, o cibercriminoso descobre sua senha e acessa sua conta para alterar os endereços de entrega. Assim, ele recebe o produto no seu lugar e, pela demora até que essa prática seja descoberta, o e-commerce sai no prejuízo.

Esses são os tipos mais comuns de fraude no e-commerce e serve de alerta para que os consumidores estejam sempre atentos às ações de pessoas mal-intencionadas. Já sofreu algum tipo de fraude no comércio eletrônico? Conte para a gente nos comentários!

Leia também:


 ...  Leia Mais

,

teste de invasão

Segurança de site e e-commerce

Por que realizar o teste de invasão manual?

20 dez , 2018  

As invasões e fraudes em e-commerces são cada vez mais comuns nos dias atuais e causam diversos prejuízos para os consumidores e as empresas, incluindo perdas financeiras e a reputação da marca. Por esse motivo, é necessário que os lojistas invistam em serviços que ajudam a prevenir esses ataques, como o =&0=& manual, também conhecido como Pentest.

Qual é a finalidade do teste de invasão manual?

Certas vulnerabilidades em aplicações na internet não são facilmente identificadas por sistemas automatizados e, por isso, precisam de medidas específicas para serem encontradas.

É nesse contexto que entra o Pentest, que realiza o teste de invasão manual e emite um relatório completo de vulnerabilidades no sistema, como brechas de segurança que poderiam ser exploradas por uma pessoa mal-intencionada ou a exposição do seu banco de dados com informações dos clientes, por exemplo.

Assim, ao utilizar esse serviço, é possível que você consiga tomar conhecimento de algumas recomendações para que as falhas encontradas sejam rapidamente corrigidas.

Como funciona o teste de invasão manual?

O profissional de segurança que realiza o Pentest, conhecido como Pentester, é o responsável por fazer a simulação do processo que um hacker faria para executar uma invasão na loja virtual. Esta análise se divide entre dois modelos. São eles:

  • BlackBox: aqui a simulação é feita às escuras, sem informações de usuários e senhas do sistema. O objetivo é entender como seria uma invasão feita por um atacante que não tem nenhuma informação sobre a empresa, ou seja, uma pessoa externa. Esse teste funciona somente para clientes que não tenham ambientes logados.
  • GreyBox: já nesse modelo, a simulação é feita com o conhecimento de alguns dados da empresa, como informações de usuários e senhas, o que faz com que os testes sejam mais profundos. O objetivo é entender como seria uma invasão feita por um atacante que conta com algumas informações da empresa, ou seja, um funcionário ou alguém com acessos ao sistema. Além disso, por conter informações sobre a aplicação, esse modelo é perfeito para empresas que tenham ambientes logados, ou seja, com acesso a informações restritas e que podem cair nas mãos de pessoas mal-intencionadas.

Após a análise, o Pentester cria um relatório com todas as vulnerabilidades que encontrou no sistema. Depois, esse relatório orienta quais correções precisam ser feitas para evitar invasões. As vulnerabilidades identificadas podem facilitar alterações no boleto ou no preço e informações dos seus produtos, por exemplo. Dessa forma, a correção é indispensável!

Agora que você já entende a importância de investir em um teste de invasão manual,


 ...  Leia Mais

, ,