crimes virtuais

Dicas de segurança na internet

7 crimes virtuais já registrados – principais golpes da internet

8 mar , 2018  

Ao navegar na internet é preciso ficar atento aos links onde clica, os arquivos que baixa e sites onde irá cadastrar suas informações pessoais ou bancárias.

Isso porque existem diferentes crimes virtuais sendo aplicados por criminosos que buscam obter vantagens às custas das vítimas desatentas.

O importante é o entendimento de que em todos os golpes já aplicados o problema foi acarretado por descuidos com a segurança, como pouco cuidado nos sites acessados, ou falta de malícia para identificar falsas informações, promoções ou ofertas de emprego irrealistas. Neste artigo, listamos os principais golpes da internet já registrados e como você pode identificar estes crimes virtuais.

 

1 – Sites maliciosos

Por falta de segurança, alguns sites acabam expostos a ações de criminosos que os invadem e colocam códigos maliciosos para prejudicar a empresa, gestores ou o público que os acessam.

Além disso, há sites criados exclusivamente com o objetivo de enganar o público. Geralmente eles exibem ofertas muito tentadoras para atrair usuários e podem se valer do nome e identidade visual de um e-commerce que tenha boa reputação. Na ânsia de comprar o produto a um preço muito baixo, o consumidor esquece de checar fatores básicos como a URL correta do site e selos de segurança, como o Selo Site Blindado, e acaba caindo em um golpe.

 

2 – Phishing

O termo phishing é uma referência à fish, “pescar”, em inglês.

Trata-se de um artifício onde os golpistas se passam por empresas confiáveis ou contatos pessoais da vítima para enganá-las e obter acesso a informações sigilosas dessa pessoa ou para que ela realize algum tipo de ação desejada como: baixar um arquivo, preencher um formulário com dados pessoais, fazer uma transferência e etc.

 

3 – Roubo de identidade

Assim como no ambiente offline, existem golpes na internet focados em roubar a identidade digital de outra pessoa para obter algum tipo de privilégio ou realizar uma ação.

Os criminosos podem abrir um perfil social em nome da vítima, enviar e-mails em nome de outra pessoa e etc. Neste caso, elas podem se apropriar da confiança que há em relação à vítima para se passar por ela, pedindo ajuda em dinheiro aos amigos, enviando arquivos com vírus e etc.

Dependendo das informações obtidas, pode ser ainda que outras pessoas façam cadastros e compras no nome da vítima.

 

4 – Falsas oportunidades de emprego

Páginas falsas de empresas que divulgam muitas oportunidades de emprego e promessas de dinheiro fácil também compõem a lista de crimes virtuais já registrados.

Receber para fazer algo muito desejado, como degustar ovos de Páscoa, ou ganhar grandes quantias de dinheiro apenas fazendo determinado curso, ou trabalhando de casa, são algumas artimanhas utilizadas para atrair e enganar as vítimas.

 

5 – Falsos boletos e faturas

Boletos falsos enviados por e-mail ou mesmo falsas faturas de serviço ou de cartão de crédito são outro dos principais golpes da internet.

É muito importante checar se aquele boleto ou fatura é realmente esperado e se os dados são legítimos. É possível checar os números iniciais do código de barra, por exemplo, para ver se eles conferem com o do banco correspondente que é citado no boleto.

 

6 – Romance scammer

Romance scammer é um dos crimes virtuais que têm sido utilizados em sites como Facebook e sites de encontros românticos.

Nestes golpes da internet, a pessoa mal-intencionada irá seduzir a vítima em busca de um romance cultivando uma relação de confiança e intimidade com ela. Depois, os golpistas sentem maior liberdade de começar a pedir dinheiro a quem seduziram ou informações pessoais e bancárias.

 

7 – Fake news

Mensagens falsas espalhadas por apps de mensagens, redes sociais ou e-mails também podem ter um viés ainda maior que o de enganar os usuários.

Em alguns casos, além da mentira e intenção de influenciar a opinião da vítima, a abordagem polêmica do título pode ser apenas uma maneira de atrair cliques para instalação de vírus no computador ou celular das pessoas.

Esses vírus podem trazer concessões de acesso que permitem que o golpista roube dados pessoais, bancários ou mesmo fotos e vídeos da vítima.

 

Leia também:

Golpes no Facebook: como identificar e se proteger de promoções falsas

É seguro comprar nos apps de lojas virtuais?

Nativos digitais – por que as novas gerações precisam sim de instrução para usar a internet?

, , ,