dicas de segurança

Segurança de site e e-commerce

5 dicas de segurança para quem vende online

22 mar , 2018  

Não são só os consumidores que compram online que precisam ter atenção com a segurança.

Quem vende no ambiente digital também precisa estar atento às principais medidas de segurança para se proteger de invasões, fraudes e exposição de informações privativas.

Além disso, problemas como o roubo de informações transitadas no site, com dados da empresa e de clientes, também costumam ser alvo de criminosos. Por isso, os lojistas podem se beneficiar do poder de vendas da internet ao tomar alguns cuidados para não comprometer a própria segurança e dos seus consumidores.

Abaixo estão 5 dicas de segurança que todos que vendem online precisam conhecer e seguir:

 

1) Escolha uma plataforma segura

Sua segurança começa na escolha de uma boa plataforma, reconhecida no mercado e que se preocupe com a segurança dos dados administrativos da sua empresa. Mesmo que uma plataforma desconhecida gere alguma economia inicial, os custos à longo prazo podem não compensar, já que uma violação de segurança pode ter consequências bem graves.

 

2) Zele pela segurança do e-commerce

Além da plataforma, é importante planejar as medidas essenciais de segurança para proteger o site como a criptografia das informações (SSL), a Blindagem de Sites e o firewall de proteção (WAF). Regularmente, também será necessário fazer alguns testes de invasão (Pentest) para identificar e corrigir vulnerabilidades de segurança que poderiam ser prejudiciais ao seu site.

 

3) Tenha um sistema antifraude

É preciso contar com um sistema que ajude a prevenir fraudes durante o pagamento recebidos por seu e-commerces. Essas soluções podem protegê-lo desse problema e evitar prejuízos financeiros para sua empresa.

 

4) Cuidado com os dados que irá fornecer

Dar informações corporativas, como o CNPJ da empresa, razão social, endereços e telefones corporativos pode ajudar seu cliente a checar a confiabilidade de seu site. Mas, evite dar informações sobre sua pessoa física, como CPF, RG, telefones e endereços pessoais.

 

5) Não vincule o site a redes sociais pessoais

Se você tem um perfil não corporativo no Facebook, Twitter e LinkedIn deve evitar vinculá-los ao seu site. Procure criar páginas corporativas apenas com dados de sua empresa e logotipo, sem expor seu nome, imagem, dados seus e de seus familiares.

 

Estas são as dicas de segurança essenciais para quem vende online. Você já costuma seguir todas elas?

 

Leia também:

Como o Pentest pode evitar fraudes no e-commerce?

Quais sites devem investir em WAF?

Chrome passa a identificar sites não seguros: entenda o que mudou


, ,