e-mail corporativo

Dicas de segurança na internet

Melhores práticas para uso do e-mail corporativo

7 jun , 2018  

O e-mail corporativo é um dos principais canais de comunicação nas empresas. Ele serve como meio oficial para relacionamento com clientes ou fornecedores e também para uma comunicação interna eficiente. Independentemente da razão de sua utilização, ele carrega o peso de ter dados organizacionais e a segurança da informação da instituição por trás dos envios.

Pensando nesse aspecto e com a intenção de te ajudar a ter um e-mail seguro dentro da organização, listamos neste artigo as melhores práticas para usá-lo. Veja só!

 

Abertura de arquivos anexos confiáveis

 

Um dos maiores problemas quando falamos de e-mail corporativo e caixas de entrada no geral é procedência e a segurança dos arquivos anexos que são recebidos. Eles são os principais responsáveis por ataques virtuais, como por exemplo malwares, phishings e ransomwares, fazendo com que os dados da organização fiquem vulneráveis.

É por conta disso que é extremamente importante ter certeza de abrir arquivos anexos apenas de remetentes conhecidos. Essa ação evita a disseminação dos ataques citados.

É importante restringir a liberação para baixar arquivos e filtrá-la principalmente para PDFs, imagens e documentos Office.

 

Uso de senhas difíceis no e-mail corporativo

 

Hoje em dia já é possível perceber que algumas contas, independentemente do serviço, já cobram uma senha mais elaborada para a sua criação. Basicamente, são pedidas combinações entre letras, números e símbolos para que as chances de que sejam adivinhadas diminuam de forma expressiva.

A utilização dessas senhas complexas ajuda na proteção contra algoritmos que são criados por pessoas mal intencionadas com o objetivo de ter acesso às suas informações. Evite senhas fáceis de adivinhar como sua data de nascimento. Para conseguir uma que seja boa o suficiente para evitar invasões crie uma combinação que tenha letras maiúsculas e minúsculas, símbolos e números.  

 

Utilização de duas etapas de autenticação

 

Outra ação que tem se tornado comum entre as contas de e-mail corporativo é o segundo passo de autenticação. Quando a tentativa de acesso à conta é feita em um dispositivo desconhecido, o sistema exige mais uma etapa de verificação após as informações de login.

Com as tecnologias existentes na atualidade, o sistema consegue reconhecer o local em que o acesso é realizado diariamente, além do dispositivo em que está sendo utilizado. Assim, caso o usuário tente acessar a conta em outro dispositivo que não o de costume, será pedida uma nova verificação, que poderá ser feita através do envio de SMS, e-mail ou aplicativo de token, como o authenticator, i-token entre outros.

 

Adoção de filtros de SPAM para recebimentos

 

Utilizar filtros de SPAM nos e-mails da empresa é uma das principais ações para mantê-lo seguro. Ele tem a função de rastrear propagandas não solicitadas, links suspeitos e conteúdos maliciosos. Tudo o que  é perigoso para a sua conta, o ANTI-SPAM é capaz de filtrar.

Assim os e-mails caracterizados como SPAM não aparecem em sua caixa de entrada como os outros e-mails considerados seguros. Eles são direcionados para uma outra pasta, que indica que aquelas mensagens são lixo eletrônico, pois contém informações que podem comprometer a segurança de seus dados ou não serem de seu interesse.

 

Uso de redes e computadores públicos

 

Não abra o seu e-mail em computadores públicos ou redes de WiFi liberadas. Essa atitude deixa a sua conta vulnerável a invasões e suas informações de acesso ou outros dados que tenha no e-mail podem ser comprometidos. Na rede wireless, inclusive, tudo o que você digitar passa pelo modem do dono. Assim, não há garantia de que sua conta estará protegida.

Essas são práticas fundamentais para utilizar seu e-mail corporativo com segurança e garantir que suas informações pessoais e, principalmente, organizacionais permaneçam disponíveis apenas para as pessoas corretas. Confira agora os 11 comportamentos na internet que comprometem sua segurança e evite os ataques cibernéticos!

 

Leia também:

É seguro comprar nos apps de lojas virtuais?

Estudo indica que brasileiro compra pela internet, mas se sente inseguro

 

,