vender no marketplace

Segurança de site e e-commerce

O que gerenciar em sua loja virtual ao vender no marketplace?

4 set , 2017  

Nos últimos meses têm se intensificado as citações sobre marketplaces.

Em muitos painéis de debate ou congressos o assunto é levantado e atrai a atenção de diferentes perfis de lojistas que desejam ver seus produtos expostos em algumas das principais lojas do país. Esse modelo tem se consolidado como uma importante frente de investimentos para os e-commerces.

Dentre os motivos que tornam atrativo a presença de lojistas no marketplace, podemos destacar:

  • Custo zero com marketing;
  • Custo zero com UX;
  • Aumento de visibilidade de seus produtos;
  • Exposição do nome da marca no buy box do marketplace;
  • Suporte de grandes marcas no que diz respeito a atendimento e suporte ao cliente;
  • Potencial real de aumento de venda;
  • Possibilidade do produto fazer parte de ações de marketing do próprio marketplace.

Tudo isso mostra como é vantajoso optar por esse modelo de negócio. Mas, é sempre importante salientar que, embora a loja tenha um crescimento significativo ao vender no marketplace, é preciso, não descuidar da própria loja virtual, sua marca e reputação.

Clientes que acessam marketplaces reconhecidos como Americanas.com e Submarino vão buscar, entre outros, por elementos de segurança como SSL e o Selo Site Blindado antes de comprar. Da mesma forma que farão o mesmo ao comprar diretamente de seu e-commerce.

Por isso preparamos uma lista com cuidados que não podem ser deixados de lado enquanto sua loja virtual estiver vendendo em marketplaces. Confira:

 

Segurança

O racional é bem simples: ao vender em um marketplace o cliente saberá quem é o vendedor do produto comprado. Agora imagine se sua loja virtual própria for invadida ou permitir que os dados de seus clientes caim nas mãos de terceiros.

Certamente essa informação seria rapidamente difundida, principalmente com as forças das redes sociais, e isso poderia gerar prejuízos às suas vendas do e-commerce e do marketplace, já que sua marca ficaria relacionada à falta de segurança.

É possível evitar estes riscos ao investir em medidas de segurança do site, como o certificado SSL, que criptografa as informações inseridas pelos seus clientes, e também a Blindagem de Sites (oferecida pela Site Blindado), que realiza uma série de análises para atestar que o e-commerce esteja seguro, evitando, por exemplo, que o site tenhas suas informações trocadas.

 

Marketing

Se mantiver sua operação de e-commerce, é importante continuar seus investimentos em marketing, sobretudo de performance.

Como você também terá a operação de marketplace para gerenciar, é possível otimizar a gestão de suas campanhas contando com ferramentas de automação de marketing. Elas facilitarão a gestão de ações baseadas em XML, propiciando que sejam feitas alterações ou qualquer outra tarefa em massa.

Vale muito a pena adotar o modelo de CPA (custo por aquisição) para comparar a performance de seu e-commerce com as vendas no marketplace – cuja comissão funciona de forma semelhante.

 

Precificação

O preço de sua loja virtual também precisa ser competitivo ao vender no marketplace. Para isso, é preciso usar ferramentas que possam fazer a análise de preço da concorrência nos canais onde vender seus produtos e também em seu e-commerce.

Procure por soluções maduras em inteligência de preço que, além de manter seus preços competitivos e sustentáveis para seu negócio, ajudem a desenvolver ações que permitam otimizar sua margem e aumentar suas oportunidades de conquistar o buy box.

 

Conciliando bem sua presença em marketplaces com a loja própria, os resultados tendem a vir pelas duas vias, o que vai potencializar seus ganhos.

 

Leia também:

Por que investir em segurança do site?

Por que a segurança é fundamental para a conversão no e-commerce?

Segurança e outros hacks para melhorar sua taxa de conversão