segurança para o consumidor

BlindaNews

Sua loja virtual transmite segurança para o consumidor?

30 jan , 2020  

Hoje em dia, quem compra pela internet possui um olhar cada vez mais exigente e criterioso para identificar se uma loja é segura e oferece a proteção necessária para fechar negócio. 

Essa percepção de segurança é decisiva para aumentar a confiança do cliente e evita que ele caia em golpes ou que suas informações trafeguem de forma duvidosa. Abaixo, indicamos todos os pontos que um e-commerce seguro deve ter. Confira e veja se você está transmitindo segurança e credibilidade para quem visita a sua loja!

 

1) Criptografia simples e/ou de validação estendida (SSL e SSL EV)

A criptografia é uma espécie de cadeado que protege informações do cliente. Esta medida faz com que os dados pessoais e bancários inseridos – necessários para realizar qualquer compra –  sejam embaralhados e permaneçam em sigilo entre o consumidor e a loja onde ele está comprando. Com isso, se terceiros interceptarem as informações, eles serão incapazes de interpretá-las.

É fácil identificar sites criptografados: eles apresentam um cadeado ao lado da URL (barra de navegação) e utilizam o HTTPS no lugar do HTTP. Geralmente a criptografia (e o HTTPS e cadeado) aparecem na página do carrinho de compras, onde constam as informações mais sensíveis do consumidor, como dados pessoais e bancários, mas alguns sites podem optar por colocá-la em outras páginas também. Os sites com SSL EV apresentam, além do HTTPS e cadeado verde, a razão social da empresa.

A criptografia SSL (Secure Socket Layer) e SSL EV (Extended Validation SSL) são as medidas de segurança mais básicas, e inclusive são indicadas na Lei do E-commerce. Esta lei prevê que o fornecedor deverá utilizar mecanismos de segurança eficazes, como criptografia de banco de dados, antivírus, firewall e testes de invasão, entre outros, para tratamento dos dados referentes ao pagamento e às informações pessoais do consumidor. Saiba mais clicando aqui!

Recentemente, o Google passou a exibir uma indicação de que o site é “Seguro” já quando ele utiliza o HTTPS na página principal. Para saber mais sobre os certificados SSL, clique aqui.

 

2) Um site blindado tem muito mais credibilidade

O serviço de Blindagem de Sites verifica vulnerabilidades e aponta a necessidade de correções para o e-commerce. Ao fazer as alterações necessárias, a loja virtual ganha o direito de exibir o selo “Site Blindado” e só poderá continuar a usá-lo se, efetivamente, fizer todas as correções que garantam que a segurança da plataforma não está comprometida. Assim, o selo atesta a credibilidade e seriedade da loja, transmitindo tranquilidade para clientes que ainda estão indecisos. 

Além disso, reforçando as medidas de prevenção e segurança, o selo é auditado semanalmente. Por isso, se a loja não conta com processos seguros, perde a permissão de usá-lo. 

Para confirmar que o selo de blindagem é real, os clientes podem testá-lo no canal “Verifique”, na página da Site Blindado. Basta copiar a URL e colocar no formulário, preencher o nome e e-mail e clicar em “Verificar”. Descubra a blindagem ideal para o seu site clicando aqui.

 

3) Sua reputação está em dia?

A “propaganda boca a boca” continua sendo uma ferramenta valiosa entre os consumidores. Uma experiência de compra – positiva ou não – costuma ser compartilhada e ganha força, principalmente vinda de quem se confia. Os clientes também procuram e ficam atentos a comentários elogiosos deixados dentro do site ou mensagens sobre a loja publicadas em redes sociais e outros endereços onde o público reclama e se expressa sobre compras realizadas naquele endereço.

 

4) Suas informações de contato devem estar visíveis e atualizadas

Informações como telefone, e-mail, serviços de mensagem e chats e outros canais de contato mostram que sua loja facilita a comunicação, é acessível e está disponível caso o cliente tenha qualquer problema com a compra. Estas medidas aumentam a percepção de confiabilidade, minimizam riscos e dão mais segurança na hora de comprar.

 

Estas são algumas dicas para aumentar a confiança dos seus clientes e deixá-los mais seguros para comprar com você. E aí, tem mais alguma sugestão? Deixe seus comentários aqui e compartilhe com nossos leitores!

By