fraude via mobile

Dicas de segurança na internet

Fraude via mobile: você sabe como se proteger?

7 fev , 2019  

De alguns anos para cá, os casos de fraude via mobile aumentaram bastante, afinal hoje em dia a maioria das pessoas utiliza, pelo ...  Leia Mais

, , , , ,

Segurança do site: como evitar que seja invadido 1

Segurança de site e e-commerce

Segurança do site: como evitar que seja invadido

24 jan , 2019  

Pensar na segurança do site nos dias atuais se tornou essencial, não é mesmo? Se você tem uma loja virtual, então, a preocupação ...  Leia Mais

, , , ,

fraudes online

Segurança de site e e-commerce

Fraudes online: como evitar o problema e aumentar as vendas

17 jan , 2019  

Existem diversas estratégias que ajudam a alavancar as vendas de uma loja virtual, como pensar na logística, nos valores dos produtos e frete, investimentos em marketing, entre outros. Mas você já parou para pensar que a segurança também é importante? O cuidado com fraudes online é essencial para o sucesso do e-commerce e, consequentemente, aumento dos lucros.

Dicas para prevenir fraudes online no seu e-commerce

Confira abaixo 3 dicas para evitar golpes e se livrar de prejuízos!

Entre em contato com o cliente

Para garantir maior segurança na operação, sempre entre em contato com o cliente. Se o relato for de que ele mesmo realizou o pedido, explique que a ligação aconteceu porque o seu comportamento de compra fugiu do habitual, provocando um certo receio para aprová-lo.

Exija senhas fortes

É indispensável exigir que a senha tenha no mínimo seis caracteres, alternando o uso de números com símbolos. Dessa forma, quanto maior e mais complexa for a senha, mais difícil vai ser para os cibercriminosos invadirem o e-commerce.

Consulte o CPF cadastrado

Consultar a documentação e número do CPF do cliente é outra boa estratégia para evitar fraudes online. Assim, você confere se o nome do usuário que realizou a compra corresponde ao CPF cadastrado no site.
=&4=&

, , ,

comportamentos na internet

Dicas de segurança na internet

11 comportamentos na internet que comprometem sua segurança

3 maio , 2018  

Alguns comportamentos na internet, embora comuns, podem comprometer sua segurança, facilitando o acesso a suas informações e vida pessoal que podem parar nas mãos de criminosos.

Por causa disso, fizemos uma lista com 11 comportamentos na internet que você deveria evitar para se manter protegido. Confira quais são eles!

 

1) Clicar na opção “Manter-me conectado”

A opção de manter você sempre conectado é bastante tentadora, já que evita que você tenha que digitar sua senha cada vez que acessa um serviço. Mas, você já se perguntou por que, afinal, o serviço exige a criação dessa chave de segurança?

Quase sempre, serviços que solicitam senhas lidam com informações sensíveis sobre você, contendo dados ou mensagens pessoais. Usá-los em sua casa, a partir de um computador pessoal, pode ajudá-lo a poupar tempo sem muitos riscos à sua segurança.

Por outro lado, é bastante arriscado utilizar esse recurso quando você faz um acesso a partir de um computador público. Seus dados ficarão gravados e qualquer um poderia acessá-los facilmente.

 

2) Não atualizar aplicativos para as versões mais recentes

Aplicativos e softwares de seu sistema – seja ele um computador, tablet ou smartphone – são alterados constantemente. Essas atualizações são importantes para a empresa não apenas trazer novos recursos, mas também corrigir erros presentes em versões anteriores.

Alguns erros são falhas de segurança que geram brechas que facilitam ataques por pessoas mal-intencionadas.

Por isso, é muito importante fazer a atualização de seus sistemas e aplicativos e garantir uma versão mais protegida.

 
=&2=&=&3=&

, , ,

receber pagamentos online

Segurança de site e e-commerce

E-commerce: como receber pagamentos online com segurança?

19 abr , 2018  

Receber pagamentos online é uma necessidade para qualquer e-commerce. Mas também é algo que requer um alto nível de atenção quanto à segurança das informações de pagamento dos clientes.

Descuidar da segurança dos meios de pagamento pode deixar os sistemas vulneráveis, o que facilitaria ações de pessoas mal-intencionadas para fraudar pagamentos ou coletar dados sensíveis dos clientes.

Por isso, explicamos abaixo como os gestores de e-commerces podem receber pagamentos online em suas lojas, mas preservando a própria segurança e de seus clientes. Confira!

 

Gateway de pagamento

Os gateways de pagamento são aplicações instaladas em um servidor remoto e mantidas por uma operadora financeira que autoriza transações feitas em um e-commerce.

O gateway é um sistema de pagamento simplificado, já que ele está pronto para ser instalado nos sites e começar a receber os pagamentos de forma segura. Além disso, dependendo da aplicação, ela disponibiliza soluções para o pagamento em cartões de crédito de diferentes bandeiras, boletos bancários e débito em conta.

Toda a segurança de pagamentos que passam pelo gateway fica a cargo da aplicação, já que, em nenhum momento, os dados dos clientes passam pelo servidor do vendedor. Porém, se houver um ambiente logado, com um sistema de cadastro do consumidor antes do carrinho de compras, ainda assim será necessário que o e-commerce invista na proteção destes dados do cliente  por meio da criptografia SSL.

Neste sistema o lojista precisará pagar uma taxa fixa por cada transação de pagamento feita no e-commerce que pode variar entre 2,60% (Moip) e 4,99% (Mercado Pago). Já a liberação de pagamento para o vendedor pode ser feita de forma instantânea (Paypal) a até 30 dias (PayPal e Moip). Confira as taxas e prazos dos principais gateways:

 

Gateway Taxa Liberação do pagamento
Mercado Pago 4,99% 14 dias
Moip De 2,60% a 3,59% + R$0,39 30 dias
Moip De 2,60% a 4,59% + R$0,39 14 dias
Moip De 2,99% a 4,79% + R$0,39 7 dias
PagSeguro 4,89% + R$0,40 14 dias
PayPal 3,29% + R$ 0,30 30 dias
PayPal 3,79% + R$0,40 15 dias
PayPal 4,39% + R$ R$0,60 0 dias


Dados de março de 2018

 

Instituições bancárias

Outra maneira de receber pagamentos online com segurança é realizando a integração direta com operadoras e bancos para fazer as transações.

Neste caso, será preciso firmar um convênio específico para cada meio de pagamento que você deseja oferecer. Esse processo pode levar entre 30 e 60 dias.

Nessas parcerias, a operadora ficará responsável pela checagem da validade do cartão de crédito e disponibilidade de saldo. Mas, a checagem antifraude, ou seja, para saber se o cliente é quem diz ser deve ser contratada à parte pelo gestor, por meio de uma ferramenta antifraude, assim como uma solução para criptografia das informações do cliente (SSL).

A contratação do antifraude pode evitar o chargeback, quando o verdadeiro dono do cartão informar à operadora que não reconhece determinada compra, feita por um terceiro, e a loja fica com prejuízo.

Além disso haverá a necessidade de contratar um desenvolvedor para integrar cada sistema de pagamento e homologar cada meio de pagamento na operadora ou banco.

Vale lembrar que haverá uma taxa por pagamento nas vendas por boleto e débito online, da mesma forma que nas vendas por cartão de crédito haverá um desconto referente à taxa de administração da operadora.

 

Leia também:

5 dicas de segurança para quem vende online


 ...  Leia Mais

,

whatsapp clonado

Dicas de segurança na internet

WhatsApp clonado: como resolver e evitar esse problema

5 abr , 2018  

Ter seu WhatsApp clonado já virou um problema até mesmo para a classe política. Em março de 2018, pelo menos três gestores públicos passaram por esse problema, conforme revelou matéria da Gazeta do Povo.

Apesar do crescimento do problema entre os políticos, todos os cidadãos estão expostos a esse mesmo risco e eventualmente acabam tendo seus perfis no app clonados. Com isso, o golpista tem acesso a todas as mensagens de sua vítima, em tempo real, mesmo utilizando outro chip e aparelho.

 

Como ocorre a clonagem do WhatsApp?

Durante o cadastro no WhatsApp não é necessário cadastrar um usuário e senha, mas somente o número de telefone de quem irá utilizá-lo. Com isso, o sistema do app envia um SMS automático para aquele número com um código de verificação.

O sistema de validação, em teoria, é bastante seguro, já que envolve o próprio celular do cadastrante e o WhatsApp não pode ficar ativo em dois números ao mesmo tempo. Mas, infelizmente, pessoas mal-intencionadas têm conseguido burlar essa regra por meio desse sistema conhecido como clonagem de WhatsApp.

Na verdade, o que ocorre é uma substituição do número da vítima, um golpe que, como algumas reportagens já revelaram, costuma contar com a cumplicidade de profissionais mal-intencionados das próprias operadoras. Neste caso, o funcionário é responsável por tirar o celular da vítima do ar e habilitar aquele número em chips que estejam em posse de outros golpistas. Com isso, as vítimas perdem o celular da operadora e acesso ao WhatsApp.

Além desse método, há aplicativos de terceiros que também permitem que alguém mal-intencionado tenha acesso ao WhatsApp de sua vítima por meio do acesso ao WhatsApp Web. Outro sistema utilizado por golpistas é por meio da instalação de um software espião no celular da vítima.

 

Que dados os golpistas acessam e o que eles querem?

Até o momento, a maioria das reportagens sobre o tema revela que WhatsApp clonado é uma tática que os golpistas utilizam para acessar os contatos da vítima e, aproveitar a proximidade, para extorquir grandes ou pequenas quantias de dinheiro. Eles se passam pela vítima, e por acreditarem que estão conversando com um conhecido, amigos e familiares podem realizar transferências e pagar contas a pedido dos golpistas.

 
=&2=&

, ,

dicas de segurança

Segurança de site e e-commerce

5 dicas de segurança para quem vende online

22 mar , 2018  

Não são só os consumidores que compram online que precisam ter atenção com a segurança.

Quem vende no ambiente digital também precisa estar atento às principais medidas de segurança para se proteger de invasões, fraudes e exposição de informações privativas.

Além disso, problemas como o roubo de informações transitadas no site, com dados da empresa e de clientes, também costumam ser alvo de criminosos. Por isso, os lojistas podem se beneficiar do poder de vendas da internet ao tomar alguns cuidados para não comprometer a própria segurança e dos seus consumidores.

Abaixo estão 5 dicas de segurança que todos que vendem online precisam conhecer e seguir:

 

1) Escolha uma plataforma segura

Sua segurança começa na escolha de uma boa plataforma, reconhecida no mercado e que se preocupe com a segurança dos dados administrativos da sua empresa. Mesmo que uma plataforma desconhecida gere alguma economia inicial, os custos à longo prazo podem não compensar, já que uma violação de segurança pode ter consequências bem graves.

 

2) Zele pela segurança do e-commerce

Além da plataforma, é importante planejar as medidas essenciais de segurança para proteger o site como a criptografia das informações (SSL), a Blindagem de Sites e o firewall de proteção (WAF). Regularmente, também será necessário fazer alguns testes de invasão (Pentest) para identificar e corrigir vulnerabilidades de segurança que poderiam ser prejudiciais ao seu site.

 

3) Tenha um sistema antifraude

É preciso contar com um sistema que ajude a prevenir fraudes durante o pagamento recebidos por seu e-commerces. Essas soluções podem protegê-lo desse problema e evitar prejuízos financeiros para sua empresa.

 
=&5=&

, ,

crimes virtuais

Dicas de segurança na internet

7 crimes virtuais já registrados – principais golpes da internet

8 mar , 2018  

Ao navegar na internet é preciso ficar atento aos links onde clica, os arquivos que baixa e sites onde irá cadastrar suas informações pessoais ou bancárias.

, , ,

gestão da segurança

Segurança de site e e-commerce

Como fazer a gestão da segurança do e-commerce?

22 fev , 2018  

A gestão da segurança do e-commerce é a principal garantia de que os dados transacionados entre sua empresa e os clientes estarão seguros.

, ,

golpes no facebook

Dicas de segurança na internet

Golpes no Facebook: como identificar e se proteger de promoções falsas

11 jan , 2018  

Aproveitar promoções na internet pode te colocar em contato com boas e verdadeiras ofertas e o Facebook é um canal onde as marcas podem comunicá-las a seus clientes.

, , ,